This a small text, by José Roseira for the exibition of this project.

Em Hope Junkies Luís Espinheira apresenta um conjunto de obras que se evidenciam como momentos particulares de uma deriva do autor. Enunciado de uma pesquisa alternativa onde surge a novidade da auto-referência, a exposição coloca-se como um exercício de contínuo reposicionamento face a questões centrais na definição contemporânea do indivíduo. Na continuidade da sua produção, é através de um jogo humoroso de signos contrastantes que o artista cria situações onde a anomalia define um campo de debate que põe a nu contradições fundamentais presentes na nossa sociedade. Onde o desenho define o campo das possibilidades sensuais, a fotografia precisa o âmbito da discussão. Em estado de suspensão, Hope Junkies compreende um sem número de respostas. Híbrida em forma, a exposição é um convite à indeterminação.

Hope Junkies Series<br />  Masculinidade como Arqueologia<br /> Propriedade como Estimulo<br />  Monobloco<br /> Oversensation<br /> Blame<br /> Hope Junkies Series<br />  Hope Junkies Series<br />  Hope Junkies Series<br />  Hope Junkies Series<br />  Hope Junkies Series<br />  Hope Junkies Series<br />  Hope Junkies Series<br />  Suspensão como Estado<br />  Instalation View <br />

Fatal error: Allowed memory size of 536870912 bytes exhausted (tried to allocate 130968 bytes) in /home/luisespi/public_html/aa/ndxz-studio/common.php on line 142